Notícias

Exportações de motocicletas caem 51,2% no trimestre afetadas pela crise na Argentina

Compartilhe esta informação:  

Brasília –  A forte crise econômica vivida pela Argentina, que atinge duramente as vendas externas da indústria automobilística brasileira, afeta também as exportações de motocicletas e no primeiro trimestre do ano a retração no setor foi de 51,2% em relação ao mesmo período de 2018. Foram exportadas 11.382 motocicletas neste ano, contra 23.320 unidades no mesmo período do ano passado.

Em março, o volume embarcado foi de 3.525 unidades, redução de 54,5% na comparação com o mesmo mês de 2018 (7.747 motocicletas). Em relação a fevereiro, houve aumento de 7,2% (3.287 unidades).

“Já em relação às exportações, o recuo está diretamente relacionado à redução dos embarques para a Argentina, principal destino das motocicletas fabricadas no Polo industrial de Manaus”, segundo afirmou  Marcos Fermanian,  presidente da  Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo).

Segundo divulgou a Abraciclo, dados do portal de estatísticas de comércio exterior Comex Stat, a Argentina foi o principal comprador de motocicletas brasileiras no primeiro trimestre, com 3.832 unidades, 37,7% do total. Em segundo lugar ficaram os Estados Unidos, com 2.224 unidades e 21,9% de participação, e em terceiro o Canadá, 1.488 unidades e 14,7% de participação.

Em março, a Argentina se manteve como principal comprador com 2.660 motocicletas, com 53,2% do total, seguida pelo Canadá, com 988 unidades e 19,7% de participação, e pelos Estados Unidos, com 608 unidades e 12,2% de participação.

(*) Com informações da Abraciclo

Fonte: Comex do Brasil

VOLTAR

SDAERGS WEB

Consulta Guias

Indicadores econômicos

Dia 17 Dia 18
Dólar 3,8913 3,9225
Euro 4,3952 4,4316
Libra Esterl. 5,0781 5,1134
Peso Arg. 0,09221 0,09397
Atualizado em 17/04/2019 13h54

Previsão do tempo

Agora em Porto Alegre, RS
23ºC
Hoje mín. 17ºC | 27ºC máx.
Amanhã mín. 17ºC | 28ºC máx.